Clique AQUI para voltar à viagem mais recente

Novidades na viagem de fim de ano ao Paraguai (2007 / 2008)


A primeira coisa que chama a atenção é a febre de construções em Salto del Guairá no Paraguai, (frente a Guaíra - PR). Lembra a corrida do ouro na Califórnia por 1860. Neste ano (2008) teremos muitos shopping centers, galerias e lojas novas naquela cidade (sempre que o Real se mantenha forte). Se o Lula for para a terceira rodada então... o povo de lá e que vai comemorar.

Aqui algumas fotos do futuro Shopping América, uns 4 Km. mais pro brasil que o Shopping Salto. Hoje está no meio do mato, provavelmente fique pronto no meio do ano.


Dentro da cidade tem muitas galerias novas em construção, como estas aqui no centro


e na Av. Paraguay


Agora, voltando para a velha Ciudad del Este, por causa do fim de ano, muitas lojas com portas fechadas, e aquele shopping novo perto da ponte ainda não foi terminado (está quase). Mas você sabia que perto dali ha uma cachoeira muito bela?. Pois é, pouca gente sabe que apenas à 10 Km de Ciudad del Este , perto da cidade de Puerto Presidente Franco, estão os Saltos do Rio Monday (que significa Rio da Vizinhança em idioma guarani) (Mapa de Satélite aqui)

O lugar não oferece muitas facilidades ao turista, alem que o governo do Paraguai o mantém um pouco descuidado (deu que falar na imprensa daquele pais neste final do ano), mas, por outro lado, é tão desabitado (mata virgem) que você pode montar as barracas quase frente às quedas, dormindo com aquele barulho da água, sem ter ninguém para incomodar por perto. Aqui foto do cartaz na entrada e das quedas.


É pena que, enquanto o Brasil e a Argentina ganham zilhões de dólares fomentando o turismo da Garganta do Diabo a nível mundial, o Paraguai não diz nem 'piu' sobre esta maravilha que tem na ponta do nariz, pronta para ser explorada. Um conselho, vai pra lá descansar e relaxar no mato enquanto ainda pode, pois ninguém sabe o que vai acontecer no dia que seja invadido por turistas.


Mas não se pode falar de novidades no Paraguai sem falar em eletrónicos e bugigangas. A verdade que as melhores novidades esta vez não vi na fronteira, senão na capital Asunción (que por sinal estava cheia de turistas vindos do Brasil). Por exemplo em Ciudad del Este você provavelmente não vai achar esta Libelula gigante do filme BeeMovie que voa por controle remoto

. . .

Mas nas lojas Radio Shack de Asunción tem, e custam perto de 150 dólares. Medem uns 30 Cm. e voam vibrando as asas a través de uma bateria de Lítio. Você controla a libélula por radio igual que os aviões de controle remoto, como mostra este filme no Youtube.

Esta loja também tem todo tipo de conector que possa imaginar para seu aparelho elétrico ou eletrónico (quem conhece Radio Shack de EEUU sabe disto), alem de outras mil coisas, mas não tem filiais na fronteira, apenas está nos melhores shoppings de Asunción.

Também em Asunción vi uma notebook interessante da Packard Bell mod Easynote S18 PRO (alguém conhece esta marca?) , estava na vitrine desta loja, e chamou a atenção pelo tamanhico (230 x 171 x 29 mm), e por não ser uma marca muito conhecida. Custa U$ 1230,00.

Um modelo similar no tamanho está à mostra na Compubrás de Ciudad del Este, é o FlyBook V5 que custa 2.760 dólares. Mede aprox. 235 x 165 x 30 mm. , ou seja bem menor que uma folha A4.

Também em Ciudad del Este, nesta loja me chamou a atenção o modelo de filmadora que grava no chip de memória (sem fita ou disco), é uma tal I.PIX de 3.1 mpixels que não consegui achar referencia na Internet. Duas coisas, tamanho e preço, parece uma caixa de fósforos, e custa apenas 95 dólares. Neste ritmo, logo estaremos recebendo como brinde pela compra de 1/2 kg. de açúcar.

Em compensação... a aduana do Brasil estava muito lenta para atender às pessoas, a fila começava no centro de Ciudad del Este, e demorava 3 horas para chegar até lá, de carro ou de ônibus. E chegando lá.... havia outra imensa fila de gente para declarar as bagagens, tudo condimentado com um calor e umidade típicas da região e da época.



Uma pergunta: será um daqueles problemas insolúveis que os cientistas as vezes trazem á tona?. Sei não, mas acredito que o Brasil iria ganhar mais se transfere esta aduana para a saída de Foz, e deixa que tudo fique como é hoje em Pedro Juan Caballero / Ponta Porã. Ou seja, toda a região ficaria como transito livre, e os controles somente nas estradas ao sair da cidade.

Vai Lula... pensa.

©MEUCAT 2001-2011 - Os direitos humanos deste site estão registrados no 7 Cartorio de Curitiba Contato
Sobre Nós Política de privacidade - WEB Desing by MEUCAT Enterprises Inc. Corp. - BRAZIL - TWITTER